2018-11-19

Arte Xávega

Com os desenhos do Encontro Nacional USkP em Lagos (excelente Encontro) fiz um zine que está neste site:
https://issuu.com/pmbcabral/docs/zine_arte_xavega_20181119


Fátima


2018-11-16

Beco da Cardosa

Ainda alguns desenhos do Ariscar o Património 2018, em Alfama.

2018-11-15

Arte da Xávega

Arrumado o barco, distribuído o pescado, guardadas as alfaias, abalamos que se faz tarde. Foi uma experiência que valeu bem a pena.

2018-11-14

Arte da Xávega

A xávega foi recolhida e o chalavar está em terra, cheio de "tudo o que vem à rede". As cestas (hoje são caixas de plástico colorido) estão prontas a receber a captura separada por espécies e valores, mas ninguém lhes toca antes de alado o barco, não vá a companha abalar e o trabalho ficar por fazer...

2018-11-13

Arte da Xávega

Lá vão as redes sendo aladas.
Quando chegam à areia seca os"pescadores" voltam à beira d'água e fazem nova viagem. Puxam pelas redes, puxam pelas pernas, pelos braços e pelas almas. Puxam.

2018-11-12

Arte de Xávega

O alar é lento e duro.
Dos cabos passa-se para as redes. A princípio mal se nota mas as redes vão aumentando de altura.
As redes têm bóias que ao princípio são simples rectângulos de cortiça e depois são bolas (de rugby ou de andebol) em plástico, e pesos que também vão aumentando à medida que a rede se aproxima do fim.
Para as puxar os "pescadores" têm uns suspensórios com um cabo que termina numa espécie de bolacha de madeira que, com grande destreza, passam à volta da rede, encaixam no ombro e "ala" que se faz tarde.


2018-11-11

Xávega

Quando ambas as mãos da xávega estão na praia há que alar a rede. E não é tarefa fácil. Na Nazaré era com bois. Lembro-me de ver, na Caparica, alar redes com tractotes. Aqui na Meia-Praia é à força de braços e pernas.

2018-11-08

Arte Xávega

Depois de largar a rede o mais longe possível o barco volta à praia entregando o segundo cabo (mão?) da rede.
Lagos, Encontro Nacional USkP, USkAlgarve.

2018-11-07

Arte da Xávega

Chegando perto da água já não há espaço para o cabo de proa (bossa) e o barco tem de ser empurrado até ao mar.

2018-11-06

Encontro Nacional USkP em Lagos

Muito bem recebidos pelos USkAlgarve e pela CMLagos, às 07:00h de sábado já estávamos na Meia-Praia para ver a pescaria.
A Arte da Xávega começa exactamente assim: fazendo deslizar o barco pela areia, em direcção ao mar, por cima de umas sulipas de madeira. Apesar de a companhia ser grande, a tarefa não é fácil.

2018-11-05

Desenhando na "Casinha dos Avós"

No 4º Encontro Internacional de Desenho de Rua, em Torres Vedras.

2018-11-01

4º Encontro Internacional de Desenho de Rua

Neste 4º Encontro, muito bem organizado pelo André e Equipa, guardei uma página dupla para desenhar peças soltas das quintas e lugares que visitámos.