2006-05-08

Casa da Dízima

5 comentários:

hfm disse...

Perfeito.

aprendiz de viajante disse...

O teu blog é uma galeria de arte! Parabéns.

Um bjinho.

Anónimo disse...

Concordo inteiramente com a wicca
Re-parabéns

Anónimo disse...

Passava ali muitas vezes e encantava-lhe aquela janela, velha, cheia de personalidade. Tanta que um dia a desenhou carinhosamente-o tijolo fechando a verga, a alvenaria das paredes a esboroarem-se e a janela em fundo, recuada, conferindo-lhe densidade e dramatismo. Não reparou nunca, contudo, que 2 olhos o observavam sempre do interior. Um velho sem idade, um velho tão velho quanto a casa, via a vida diariamente a passar lá fora. Um homem com um passado cheio e agora um ser apagado. Tanto, que apagado ficou no retrato desenhado, não podendo o autor adivinhar que a história, que o verdadeiro encanto daquela janela, estava para lá dos vidros que o observavam silenciosamente.

(viste o 'Blow-up'? a foto que tudo mostra e o fotógrafo q só vê o q sabe? um abraço)

pmelo disse...

Incrível como o PC aproveita todos os bocadinhos para fazer um boneco. Desta vez entre a entrada e o café, lá nasceu mais outro e o desenho é tão espectacular como a Casa da Dízima. Parabéns mais uma vez