2011-01-06

Nazaré, 3



"...Traz o luto sempre à mão..." (Carlos Tê)
"...Se eu vou morrer no mar alto. Ó linda. E eu quero ver-te na praia ..." (Fausto)

Ainda não conhecia o Porto da Nazaré.
Ao ver estes molhes e o abrigo que proporcionam recordei tantos pescadores que, ao longo dos anos, largaram da praia levando apenas conhecimentos empíricos, muita necessidade e muita superstição.
Hei-de voltar ao Raúl Brandão.

7 comentários:

Simone Huck disse...

Novas paisagens para novos e lindos traços sempre. Fã!!
BJs

hfm disse...

Entre texto e imagem não sei qual escolher, fico com os dois! e regresso a Raúl Brandão.

Galeota disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Galeota disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Galeota disse...

"... Destacamos Ramalho Ortigão, com uma alusão às águas sulfúreas desta praia, na obra "As Praias de Portugal..."

in " A identidade dos Nazarenos: uma comunidade piscatória transformada pelo desenvolvimento turístico" - Licenciatura em Antropologia - Antropologia Marítima - 2008 - ISCTE - Ana Canhoto.

SKIZO disse...

Gosto
muito
até
breve

garina do mar disse...

sou fã!! do Raúl Brandão... "Os Pescadores" e "As Ilhas Desconhecidas" são fantásticos!!!!

da Nazaré também gosto muito, sobretudo de ir para o pontal ver as ondas rebentar... é lindo!!!