2007-06-27

Casal da Serrana


Onde viveu Keil do Amaral e, mais tarde, Bernardo Marques

8 comentários:

josé louro disse...

Olá caro amigo. Já estava com saudades de vê-lo. Por culpa minha. Sou sempre agradavelmente supreendido. Excelente. Gosto deste traço solto, menos controlado.
Abraço.

hfm disse...

E sente-se aquele ambiente, as curvas, os muros donde caiem os verdes e aquela entrada que deve ser soberba.
Hoje coloquei um video dos meus trabalhos no Nexart.

Rebel Alliance disse...

gosto muito deste registo, mas devo dizer que tive o privilégio de frequentar várias vezes esta casa e garanto-vos que é soberba.

pedro macieira disse...

Queria agradecer o seu comentário, relativamente ao nome actual da rua do casal da Serrana, casa onde viveu Alfredo Keil, e pedir-lhe autorização para usar este seu desenho em próximo post, no meu blog "Rio das Maçãs" ainda sobre o caso do Museu que Sintra deixou partir para Torres Novas!
Um abraço e parabéns pelo seu trabalho.
Pedro Macieira

Anónimo disse...

Óptimo convite ao descanso e ao sossego.
Galeota

caseytoussaint disse...

Lovely drawing - I love the contrast of deep values in some parts and simple lines in others.

pyotr alexeyevich disse...

As paredes são brancas e suam de terror
A sombra devagar suga o meu sangue
Tudo é como eu fechado e interior
Não sei por onde o vento possa entrar

Toda esta verdura é um segredo
Um murmúrio em voz baixa para os mortos
A lamentação húmida da terra
Numa sombra sem dias e sem noites

Sophia M.B.

A. Moura Pinto disse...

Utilizei, abusivamente, o excelente desenho do Casal da Serrana. Aqui http://azereiro.blogspot.com/
Por estar a colocar uns posts sobre a Eugaria, para mim terra de afectos.
Espero que não me leve a mal.
E aproveito para registar que gostei muito do que vi no seu blog.
Parabéns.